O que acontece na comunidade judaica de Santa Catarina passa por aqui. Ações, projetos, celebrações, cultura, espiritualidade e muito mais!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Newsletter Conib - 10-12-10

Conib destaca
Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010
Por Celia Bensadon
Textos e manchetes da mídia nacional e estrangeira
Para informar nossos ativistas comunitários

1. “Apoio aos palestinos”

http://sergyovitro.blogspot.com/2010/12/editorial-folha-de-sao-paulo_10.html

Às vésperas do fim de seu mandato, o governo Lula decidiu emitir nota de apoio ao estabelecimento do Estado palestino segundo as fronteiras vigentes até 1967, quando Israel ocupou a faixa de Gaza e a Cisjordânia. Apesar da reação de insatisfação de Tel Aviv, não há novidade na declaração brasileira, nem ela chega a ter efeitos práticos. A manifestação do Itamaraty atende a um pedido da Autoridade Nacional Palestina. Ainda assim, por mais inócua que seja a manifestação brasileira, é imperativo que não se acumulem declarações que possam ser entendidas como um alinhamento com um dos lados em disputa. Assim como é razoável que as negociações tenham como referência limites territoriais reconhecidos internacionalmente, também compete a Israel o direito de se defender contra ataques e grupos extremistas. O Itamaraty não deveria permitir que pairassem dúvidas sobre sua compreensão desse fato. Isenção e equidistância em relação às partes precisam balizar a diplomacia brasileira nos conflitos do Oriente Médio (Folha de S.Paulo – A2). Leia mais em:
“O Brasil e a Palestina”
http://luismilman.blogspot.com/2010/12/o-brasil-e-palestina.html



2. “Itamarati induz Lula a erro no caso Palestina-Israel”

http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=13816

Há iniciativas que o presidente Lula assume, repentinamente, induzido pelo chanceler Celso Amorim, ou pelo assessor especial Marco Aurélio Garcia, para as quais não se encontra explicação lógica nem aparente, tampouco coerente. Seja sob o ângulo político, seja pelo prisma econômico, seja até sob a ótica geográfica internacional. Foi exatamente o caso do reconhecimento, pelo governo brasileiro, do estado da Autoridade Nacional Palestina com base nas fronteiras anteriores a 67, mês de junho, quando da guerra dos seis dias com Israel. O governo de Brasília assumiu tal posicionamento atendendo pedido do presidente da ANP, Mahmud Abbas, enviado a 24 de novembro. No dia 1º de dezembro, sete dias depois, assumiu logo a tese e o tema. Equivocou-se (Por Pedro Couto, Tribuna da Imprensa).

3. “Poder e responsabilidade, Brasil e Irã”

http://sergyovitro.blogspot.com/2010/12/poder-e-responsabilidade-brasil-e-ira.html

No momento em que o Irã e as principais potências mundiais retomam as negociações em torno do disputado programa nuclear de Teerã, me recordo das palavras de Mahvash Sabet, um de meus colegas de cela na prisão iraniana de Evin, no ano passado. Sabet me disse: "Roxana, quando você voltar à América, por favor, diga às pessoas que nosso país não se resume à questão nuclear. É também um país de gente como nós". Essa mensagem não vale apenas para a América, mas também para países como o Brasil, um ator internacional de influência crescente, cujas palavras têm peso e eco no regime islâmico do Irã. Há atualmente 500 prisioneiros de consciência no Irã, que estão sendo punidos por buscarem desfrutar pacificamente de direitos humanos básicos, como as liberdades de expressão, reunião e associação. A presidente eleita Dilma Rousseff tem condições de exercer um impacto positivo sobre os direitos humanos no Irã, como mostrou em entrevista recente ao jornal Washington Post. É hora de ser a voz daqueles que não têm voz. O poder se faz acompanhar pela responsabilidade (Por Roxana Saberi - jornalista americana, foi encarcerada por cem dias em 2009 no Irã. É autora do livro "Entre Dois Mundos - Minha Vida de Prisioneira no Irã" – em artigo na Folha de S.Paulo).



4. “Brasil, EUA e o elo perdido”

http://sergyovitro.blogspot.com/2010/12/eliane-cantanhede-brasil-eua-e-o-elo.html

A vinda do subsecretário de Estado dos EUA, William Burns, na segunda-feira, marca a retomada de um processo iniciado em fevereiro e interrompido abruptamente com a campanha eleitoral brasileira e a desconfiança (não de todo infundada) de que o antiamericanismo seria requentado. O secretário de Justiça, Eric Holder, veio em 25/2. O próprio Burns, no dia seguinte. A secretária mandachuva Hillary Clinton, quatro dias depois. Estava formada a corrente para a vinda de Barack Obama, mas o elo final se rompeu e ele nunca deu as caras. Provavelmente em represália, Dilma recusou o convite para ir a Washington antes da posse - como seria de praxe. A volta de Burns recompõe a corrente que vai trazer Obama aqui e levar Dilma lá, melhorando o humor bilateral. E não será surpresa se Hillary vier para a posse, com a mensagem de que o que é bom para o Brasil é bom para os EUA (Por Eliane Catanhêde, Folha de S.Paulo).

5. “EUA buscam aproximação com novo governo”

http://www1.folha.uol.com.br/poder/843685-eua-buscam-aproximacao-com-novo-governo.shtml

Salvo algum mal-estar devido à revelação de que os EUA atribuíram a presidente eleita crimes na ditadura em despacho diplomático, a aproximação entre Dilma Rousseff e seu antigo inimigo dos tempos de militância esquerdista será selada na segunda-feira. Após começo conturbado, o número três da diplomacia americana, William Burns, se encontrará com o governo de transição em Brasília. A turbulência deu-se pela negativa de Dilma ao convite feito pelo presidente americano, Barack Obama, para uma visita a Washington. Alegou problema de agenda. Houve a impressão, em Washington, de que Dilma poderia seguir o antiamericanismo do Itamaraty sob Lula, até porque iria participar de uma reunião de presidentes sul-americanos na Guiana (Por Igor Gielow, Folha de S.Paulo).

6. “Caça ao WikiLeaks”

http://blogdofavre.ig.com.br/2010/12/editorial-folha-sp-caca-ao-wikileaks/

Está em curso uma cruzada de governos e empresas internacionais contra o WikiLeaks. O site, que existe desde 2007, ganhou fama em meados deste ano ao divulgar um vídeo que mostrava militares norte-americanos fuzilando iraquianos de um helicóptero. No dia 28 de novembro, um domingo, sua página na internet iniciou a publicação de 251.288 despachos relativos a 274 representações diplomáticas dos EUA. Os cables revelam a opinião da diplomacia norte-americana sobre líderes mundiais e trazem à tona informações inéditas sobre a política internacional. Num ataque à liberdade de expressão, governos e empresas perseguem o site e seu fundador com o intuito de evitar novos vazamentos. Num mundo em que governos democráticos inventam mentiras para invadir países, vazamentos como os do WikiLeaks prestam um serviço ao esclarecimento e à verdade. Se a diplomacia exige sigilo, que seus responsáveis o mantenham com eficiência (Folha de S.Paulo – A2).

7. "Boa notícia"

http://sergyovitro.blogspot.com/2010/12/toda-midia-nelson-de-sa_10.html

Na manchete on-line de ontem do espanhol El País, um dos jornais parceiros do WikiLeaks, "Lula defende Assange e diz que se ameaça a liberdade de expressão". Logo abaixo, "o presidente brasileiro se mostra espantado diante da falta de apoio ao fundador do WikiLeaks". Guardian e New York Times postaram o vídeo com as declarações. "Eu não falo português", escreveu o jornalista do primeiro, "mas acho que peguei o que o presidente Lula está dizendo: Bravo, WikiLeaks". O segundo recorreu a "um colega que fala português" e relatou. Comentou, citando o reconhecimento da Palestina, que Lula "parece ter jogado a cautela pela janela" no fim de mandato (Por Nelson de Sá, Folha de S.Paulo). Leia mais em:
Lula, Assange e a 'liberdade de informação'
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/12/10/lula-assange-a-liberdade-de-informacao-348285.asp
ONU afirma que intimidação ao WikiLeaks é 'censura'
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,onu-afirma-que-intimidacao-ao-wikileaks-e-censura,652149,0.htm

8. Sakineh: Lula chegou a se emocionar com notícia, diz assessor

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101210/not_imp652026,0.php

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a ser informado, por seu assessor especial Marco Aurélio Garcia, que a iraniana Sakineh Mohamadi Ashtiani, condenada à morte por adultério e cumplicidade na morte do marido, tinha sido libertada - informação divulgada pela ONG Comitê Internacional contra Execuções. "O presidente ficou muito, mas muito satisfeito e emocionado", disse Garcia, ao comentar a "felicidade" de Lula ao receber a notícia. "Mas a notícia ainda não está 100% confirmada", ponderou Garcia, referindo-se ao fato de a liberação da iraniana ter sido noticiada apenas pela organização, e não pelas autoridades do governo do Irã. O assessor especial disse que o Brasil trabalha na libertação de muitas pessoas, além da iraniana. "Temos feito uma série de iniciativas junto a diversos governos. Não temos nos omitido nisso, ao contrário, somos muito ativos", declarou Garcia (Por Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo). Leia mais em:
Irã nega libertação de Sakineh; TV estatal grava nova confissão
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2010/12/10/ira-nega-libertacao-de-sakineh-tv-estatal-grava-nova-confissao-923241233.asp
Blogueiro condenado no Irã paga fiança de US$ 1,5 milhão por dias de liberdade, diz ONG
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2010/12/09/blogueiro-condenado-no-ira-paga-fianca-de-us-1-5-milhao-por-dias-de-liberdade-diz-ong-923237489.asp

9. Palestinos não negociarão com Israel durante colonização

http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2010/12/09/palestinos-nao-negociarao-com-israel-durante-colonizacao/

Os palestinos não aceitarão negociações com Israel enquanto prosseguir a colonização, declarou no Cairo o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, ao final de reunião com o presidente egípcio, Hosni Mubarak. "Independentemente dos resultados das consultas não aceitaremos negociações enquanto prosseguir a colonização", declarou Abbas à imprensa. "Informamos os americanos, que acabam de anunciar o fracasso de seus esforços para obter o fim da colonização judaica na Cisjordânia ocupada", completou (AFP). Leia mais em:
'PA to cancel all security commitments to Israel'
http://www.jpost.com/MiddleEast/Article.aspx?id=198877
U.S. debates role in Mideast peace effort
http://www.latimes.com/news/politics/la-fg-mideast-peace-20101210,0,3933355.story
Barak y Erekat viajan a EEUU para reactivar las negociaciones
http://www.aurora-israel.co.il/articulos/israel/Newsletter/33770/?utm_source=Noticias+diarias+Jueves-TEA&utm_medium=09-12-2010%202da%20edic

10. Conib lança revista com contribuição judaica ao debate de questões nacionais

http://www.dignow.org/post/conib-lan%C3%A7a-revista-com-contribui%C3%A7%C3%A3o-judaica-ao-debate-de-quest%C3%B5es-nacionais-692903-41769.html

A participação judaica na vida brasileira remonta a 1500, quando judeus portugueses aportaram com a esquadra de Pedro Álvares Cabral. Desde então, a comunidade judaica sempre participou de debates sobre as grandes questões de nosso país. Com o lançamento dos Cadernos Conib, publicação trimestral, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) procura mostrar não apenas a grande participação dos judeus nos debates pelos rumos do país, como também a diversidade de opiniões e o espírito democrático entre seus membros. A Conib, como instituição apartidária, proporciona espaço para manifestações de linhas ideológicas distintas, do ponto de vista político e religioso (DigNow). Leia mais em:
Conib lança revista com contribuição judaica ao debate de questões nacionais
http://www.firs.org.br/noticias/conib-lanca-revista-com-contribuicao-judaica-ao-debate-de-questoes-nacionais-.aspx

11. Pesquisadora mostra como o nazismo se instalou no Brasil

http://www.rollingstone.com.br/secoes/mobile/noticias/conexao-brasilis-u2013-nazismo-tropical/

A pesquisadora Ana Maria Dietrich mostra como o movimento liderado por Adolf Hitler ganhou força no Brasil e abrigou alguns dos maiores criminosos do regime nazista. A chegada ao País se deu de maneira natural, já que o Brasil era um importante foco de possíveis partidários devido à enorme colônia alemã existente aqui. Era parte dos planos do partido fazer uma política que englobasse os alemães que estavam no estrangeiro, conseguindo presença em 83 países. Mas um dado deixa o Brasil em posição de destaque entre eles: aqui foi o local com o maior número de partidários fora da Alemanha, com 2.900 inscritos em 17 Estados. "Antes de Hitler, nenhum país havia feito uma política externa no sentido de cooptar seus conterrâneos como ele fez. Era um chamado para que os alemães participassem do regime", explica a pesquisadora (Por Alexandre Duarte, Rolling Stone). Leia mais em:
Leia a crítica de 'Hitler', do historiador inglês Ian Kershaw
http://oglobo.globo.com/blogs/prosa/posts/2010/12/04/leia-critica-de-hitler-do-historiador-ingles-ian-kershaw-346482.asp

12. EUA sancionam brasileiro acusado de integrar Hezbollah

http://www1.folha.uol.com.br/poder/843566-eua-sancionam-brasileiro-acusado-de-integrar-hizbollah.shtml

O governo dos Estados Unidos puniu o brasileiro Bilal Mohsen Wehbe, acusado de integrar o grupo Hezbollah, considerado terrorista por Washington. Na prática, a sanção proíbe o brasileiro, de origem libanesa, de utilizar os sistemas financeiro e comercial dos Estados Unidos. Ou seja, ele não pode, por exemplo, enviar dinheiro por meio de banco americano. Segundo o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, Wehbe, que mora em Foz do Iguaçu (Paraná), é o representante-chefe do Hezbollah na América do Sul, transmitindo informações e ordens do grupo no Líbano para seus membros na região (Por Álvaro Fagundes, Folha.com).

Leia mais em:
(visite nosso novo site: http://www.conib.org.br/ )

Dilma formaliza convite e Patriota assumirá Itamaraty
http://www1.folha.uol.com.br/poder/843569-dilma-formaliza-convite-e-patriota-assumira-itamaraty.shtml

Turkey FM lauds 'new page' in relations with Israel
http://www.haaretz.com/news/diplomacy-defense/turkey-fm-lauds-new-page-in-relations-with-israel-1.329877

Turkish FM coy on reports of 'Marmara' reparations
http://www.jpost.com/International/Article.aspx?id=198783

Did Mossad try to kill Ahmadinejad?
http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-3995842,00.html

Por qué Corea del Norte es una preocupación para Israel?
http://www.aurora-israel.co.il/articulos/israel/Newsletter/33695/?utm_source=Noticias+diarias+Jueves-TEA&utm_medium=09-12-2010%202da%20edic

FM Liberman to visit Bulgaria, Slovenia, and Bosnia and Herzegovina
http://www.mfa.gov.il/MFA/About+the+Ministry/MFA+Spokesman/2010/FM_Liberman_visit_Bulgaria_Slovenia_Bosnia-Herzegovina_5-Dec-2010.htm


Célia Bensadon
Depto. de Comunicação
Tel. (11)3063-2852

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Gostamos muito de sua visita. Obrigado pela sua mensagem!