O que acontece na comunidade judaica de Santa Catarina passa por aqui. Ações, projetos, celebrações, cultura, espiritualidade e muito mais!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

O ser humano é uma árvore


Hoje é Tu B’Shvat. O Ano Novo das Árvores. É um momento muito significativo, porque o ser humano pode ser comparado com uma árvore: tem raízes, que são sua âncora – a família, as tradições, a moral, a ética; tem  um tronco; que é seu desenvolvimento, seu ser em crescimento pelo livre-arbítrio; e tem os galhos que se esparram: o resultado de sua ações, frutificando e gerando novas sementes.  Aquilo que você faz tem sempre algum impacto, algum resultado. O que você têm feito?
Assim como uma árvore, o ser humano, em sua copa frondosa, é alimentado não só pelas suas raizes, seus antepassados, mas tambem precisa do vento e a frondosa copa é iluminada por uma luz superior, a espiritualidade que que dá sentido à vida.
A Árvore também representa o Conhecimento, a Árvore do Conhecimento que se encontrava no centro do Eden, ao lado da Árvore da Vida.
No século XVI, os cabalistas de Tzfat passaram a realizar um seder nesta data, com passos, assim como fazemos em Pessach. O costume disseminou-se pelo mundo e se você desejar, pode celebrar este momento comendo frutas, nozes e realizando reflexes e meditações. No final do post, você encontra  um link para uma hagadá de Tu B'Shvat: adapte, retire os trechos que mais gosta, faça a sua própria hagadá!

Costumes

Comidas
É tradição comer os seguintes alimentos:
  • Azeitonas e tâmaras: Refletem o nível da ação. Macias por fora, com um caroço duro por dentro. Assim, o ser humano deve manter-se íntegro, sem no entanto perder a ternura.
  • Uvas, passas, figos: Refletem o nível da criação. Frutas macias por fora e por dentro. Assim o ser humano não deve separar o seu interior do seu exterior: deve ser íntegro e total. Uno. Como na criação.
  • Romãs: Representam as 613 mitzvot.
  • Uma fruta nova (não comida ainda nesta estação do ano) – Representa a alegria e a esperança deestar vivo para celebrar novos passos na caminhada da vida. Pense em estar aberto para o novo.
  • Pão: Reflete o nível da nobreza/transformação. É o ponto de encontro com o infinito, em que o ser humano transforma o grão em pão.

Bebidas
Também são bebidos quarto copos de vinho, mostrando a elevação por quatro níveis (ação, formação, criação, emanação):

  • Um copo de vinho branco – Representa o seu potencial: a semente, que ainda não nasceu.
  • Um copo de vinho branco ligeiramente misturado com vinho tinto – Representa a semente que comece a germinar, os primeiros brotos que surgem. O seu eu interior e verdadeiro começa a aparecer.
  • Um copo de vinho tinto ligeiramente misturado com vinho branco – Representa que a semente está se fortalecendo, os desafios podem ser vencidos.
  • Um copo de vinho tinto – Representa a força do vermelho, a energia da natureza, a plenitude: você desabrochou, suas ações agora tem efeito e impacto. Você é.

Também é o momento de realizar tzedaká e plantar árvores. Semeie!
Você encontra uma hagadá para orientar seu seder de Tu B’Shvat aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Gostamos muito de sua visita. Obrigado pela sua mensagem!