O que acontece na comunidade judaica de Santa Catarina passa por aqui. Ações, projetos, celebrações, cultura, espiritualidade e muito mais!

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Antissemitismo e Parlamento Europeu

As eleições para o Parlamento Europeu terão impacto em todo o mundo e no Brasil. Novas configurações políticas e novas narrativas estão surgindo. Conheça o que vai ocorrer com o especialista, professor Dr. Regis Cabral (Suécia). Em português. Conheça o currículo do Prof. Doutor Regis Cabral AQUI. A palestra marca um momento de reflexão e estudos que tornou-se  um marco na celebração de Lag B'Omer. Divulgue. Compartilhe.



Save the date!


Nesta 6a. feira, dia 24 de maio às 19:30, nosso lindo Shabat com o Chazan Luis Prist. Venha celebrar momentos emocionantes com a comunidade! Traga sua especialidade culinária para a confraternização que faremos com o kidush.


quarta-feira, 8 de maio de 2019

Iom Hazikaron & Iom Haatzmaut


Neste mês, três datas interligadas são muito importantes para os judeus do mundo inteiro: Iom Hashoa (Dia da Lembrança do Holocausto, que já passou, veja aqui), Iom Hazikaron (dia da Recordação dos Soldados Mortos por Israel, dia 08 de maio) e Iom Haatzmaut (Dia da Independencia, 9 de maio). As datas estão interligadas, pois foi na sombra do assassinato de 6 milhões de Judeus que, finalmente, o moderno Estado de Israel foi fundado: um lar legítimo, que abraça todo e qualquer judeu, de qualquer parte do mundo, com a segurança de uma família amorosa. Nunca mais perseguições. Nunca negação. Nunca mais humilhação. Mas este sonho se concretiza porque muitos tombaram para nos proteger, para nos defender. A eles, rendemnos nossas homenagens. Por eles, erguemos nossas vozes. Para eles, o brilho de nossas lágrimas, em rios que escorrem, mas fertilizam o futuro.
O texto a seguir, de origem desconhecida, sintetiza um pouco desta história.

Um pouco de história
Yom HaZikaron é o dia da lembrança nacional em Israel quando são honrados todos os soldados e pessoas que perderam suas vidas durante a luta para defender o Estado de Israel. Neste dia lamentamos e lembramos nossos soldados caídos e todas as vidas perdidas pelo terror. Yom HaZikaron começa com uma sirene às 8h da noite do dia 07 de maio. Assim que a sirene é ouvida, os cidadãos israelenses param o que estão fazendo, onde quer que estejam, e se mantêm firmes para homenagear aqueles que morreram. A sirene lembra o toque do shofar, o despertar que agrega o povo judeu como um todo.
Após a primeira sirene, começa a Cerimônia Oficial no Muro das Lamentações, na Cidade Velha de Jerusalém. O Primeiro Ministro, o Ministro da Defesa, o Chefe do Estado Maior do IDF e o Presidente participam desta cerimônia. No dia seguinte, há outra sirene de dois minutos às 11h da manhã. Esta sirene marca o início de cerimônias memoriais privadas que acontecem em cemitérios ou escolas.
À noite, a cerimônia final é realizada no Cemitério Nacional do Monte Herzl, marcando o fim de Yom HaZikaron e o início do Dia da Independência de Israel.
Em Israel, de acordo com a lei, o Dia da Independência precisa começar no momento em que o Dia da Lembrança termina. Isso ocorre porque o Estado de Israel não seria capaz de celebrar sua existência se não fosse por aqueles que deram suas vidas por isso. Não poderíamos ter um desses dias sem o outro. Honramos a memória daqueles que lutaram e perderam suas vidas, para que hoje possamos celebrar nossa independência.


quarta-feira, 1 de maio de 2019

Iom Hashoa - Dia do Holocausto

Não basta lembrar. Não basta se entristecer. Não basta se indignar.
No dia 2 de maio de 1945, a Rússia captura Berlim. É um marco para sempre lembrado: a humanidade não podia mais se calar. As atrocidades cometidas contra os judeus – 6 milhões de judeus, cada um com seu nome, sua história, sua esperança – vieram a público. O número pode ocultar a lágrima individual e até nos fazer indiferentes. Mas não. 6 milhões são formados por muitos “uns”. Echad. Cada um, assim como você, cada um tem sua raiz e seu fruto que se projeta para o futuro.
Devemos lembrar. Devemos chorar. Mas devemos aprender. O Shoá aconteceu pelo silêncio de muitos. Pelas chamas que se apagaram. Pela desesperança. Pelo ignorar o outro e não abrir espaço para as diferenças. Amanhã é dia de refletir E agir. Uma gota que seja, uma semente que seja, um sopro que seja. Você pode fazer a diferença para construir um mundo melhor. Abra um sorriso. Estenda a mão. Aprenda e ensine. Todos sempre têm algo a aprender e algo a ensinar. Como, juntos, podemos construir um presente acolhedor e apagar o ódio? Cante junto. Eleve sua voz na música que rompe fronteiras. Que as benções desta música iluminem o seu dia, nesta data de 27 de Nissan de 5779. Shalom!