O que acontece na comunidade judaica de Santa Catarina passa por aqui. Ações, projetos, celebrações, cultura, espiritualidade e muito mais!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Boletim Informativo da Confederação Israelita do Brasil | 13/05/2011


Mensagem de Dia da Independência de Israel
Há exatos 63 anos, no dia 14 de maio de 1948, um sonho milenar se tornou realidade. O Estado de Israel ganhou sua independência, o que permitiu ao povo judeu voltar a ter seu lar nacional, depois de séculos de um exílio forçado.
Passadas apenas seis décadas, Israel construiu uma democracia vibrante e uma economia dinâmica, apesar das permanentes ameaças de destruição lançadas por vizinhos que se recusam a aceitar o direito judaico a ter seu próprio país e se incomodam com a introdução da democracia no Oriente Médio.
Hoje, Israel apresenta ao mundo sua democracia, seu respeito a liberdades individuais e suas incessantes inovações tecnológicas. Nós, judeus do Brasil, orgulhamo-nos do país que representa para nós uma valiosa referência histórica, cultural e religiosa.
Parabéns a Israel e ao povo israelense por terem construído tanto, em tão pouco tempo e em condições tão adversas.

Claudio Luiz Lottenberg
Presidente da Confederação Israelita do Brasil

Campanha online faz humorista retratar-se por comentário ofensivo aos judeus 
Na última quinta-feira (13/05), uma onda de comentários com teor antissemita invadiu a internet brasileira. Era uma reação ao movimento de moradores do bairro paulistano de Higienópolis para impedir a abertura de mais uma estação do Metrô na região. Como o bairro possui grande quantidade de moradores judeus, estes passaram a ser acusados de estarem à frente do movimento, por seu caráter supostamente elitista.

Como parte de seu trabalho diário no combate ao antissemitismo na internet, o projeto Israel na Web, apoiado pela CONIB, monitorou e alertou durante todo o dia a comunidade e as instituições judaicas para o que estava ocorrendo. No meio da tarde, um comentário no Twitter feito pelo humorista Danilo Gentili destacou-se dos demais: "Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz."
A virulência do comentário e a notoriedade do autor (estrela do programa CQC, da Band, com 1,5 milhão de seguidores no Twitter) fez com que o projeto Israel na Web iniciasse imediatamente uma campanha de protesto (http://on.fb.me/kdpFO5) contra o desrespeito de Danilo Gentili à comunidade judaica paulistana e, principalmente, aos 1,5 milhão de mortos em Auschwitz.
Através de sua página no Facebook (http://facebook.com/webisrael), o projeto convidou todos os indignados com o comentário do humorista a enviar críticas a ele em seu perfil no Twitter, utilizando a marcação #calabocadanilo. Em poucas horas, centenas de pessoas em todo o país (judeus e não-judeus) já estavam participando da campanha. Segundo o serviço de monitoramento TweetReach, 12 horas após o início da campanha, os comentários com a marcação #calabocadanilo já haviam sido visualizados 68 mil vezes, por 38 mil usuários do Twitter. E a cada minuto chegam mais (http://bit.ly/ifbneu).
Ainda na tarde de quinta-feira, o humorista, ciente da reação desencadeada, decidiu remover seu comentário ofensivo. No fim da noite, publicou duas notas se desculpando pelo ocorrido, fato noticiado em veículos como o Estadão (http://bit.ly/iCQMrg), que destacaram a participação dos internautas na campanha iniciada pelo Israel na Web.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Gostamos muito de sua visita. Obrigado pela sua mensagem!